6 maneiras de fortalecer o turismo rural por meio da gastronomia

quinta-feira, 12 de julho de 2018. Postado por .

A gastronomia local é um elemento-chave para conhecer o turismo de uma região – especialmente as rotas de turismo rural -, pois expressa as identidades locais e valoriza as produções e costumes culinários.

Se você, por exemplo, for visitar uma região de cultura italiana, precisará viver a experiência de um farto almoço típico com sopas, massas, molhos, queijos, salames – e tudo isso regado a muito vinho. Se for conhecer uma região de colonização alemã, precisa degustar cucas, linguiças, almoçar uma boa carne de porco com batata e chucrute – e tudo isso acompanhado de uma boa cerveja.

Um visitante sempre busca conhecer os sabores dos locais que passa – e é a gastronomia que vai proporcionar essa experiência.

A gastronomia explica muito sobre uma região. Os ingredientes utilizados contam sobre a produção agrícola local, sem contar que a recepção aos turistas indica a hospitalidade – desde o momento em que os visitantes chegam até, por exemplo, na acomodação à mesa. A gastronomia do turismo rural – independente da colonização de determinado povo – fala também sobre o modo de vida no campo.

Muitas pessoas realizam longas viagens a fim de satisfazer o paladar, sem se importar com os gastos e longas horas de espera para chegar ao destino procurado. Mas, afinal, de que modo as rotas turísticas podem se organizar para obterem melhores resultados?

 

1 – Valorizar a gastronomia local como patrimônio cultural

É essencial que a gastronomia seja tão importante quanto a visita ao patrimônio histórico da cidade. Não há uma completa experiência por parte dos visitantes se eles não entenderem o modo de vida local, que é integrado, também, pela gastronomia típica de cada cultura. Além de conhecer os prédios e museus do lugar, é preciso oferecer refeições típicas locais.

 

2 – Promover boa apresentação da rede de gastronomia nas redes sociais e na imprensa

Boas imagens e textos que apresentem bem as característica de cada local cativam o público. Folders, revistas, fotos, vídeos são formas de valorizar cada elemento gastronômico.

Além disso, a divulgação de rotas na imprensa, o bom posicionamento nos buscadores da web e, especialmente, um gerenciamento de redes sociais assertivo e direcionado ao público-alvo, podem alavancar a procura dos turistas.

 

3 – Produzir eventos gastronômicos

A produção de eventos aproxima o público da gastronomia e envolve também diversos setores produtivos de uma região. Com a realização de um festival temático de gastronomia local e regional – e com bom posicionamento de comunicação e marketing – o sucesso estará garantido. Esta é outra experiência com forte busca do público que visa conhecer melhor uma região.

 

4 – Apresentar informações claras e pontos de recepção ao turista

Chegar a uma cidade e ser bem recebido e orientado por qualquer pessoa que more nela é uma das experiências mais interessantes para um turista, pois demonstra a hospitalidade e a informação da população. Por isso, é necessário encarar o turismo como patrimônio cultural da cidade.

Placas, pontos de informação, folders e mapas são maneiras de acolher bem o turista. Além do mais, é possível desenvolver rotas, textos e vídeos online para assegurar que o público não fique desorientado.

 

5 – Promover workshops sobre receitas locais

A cozinha costuma ser um dos locais mais aconchegantes de uma casa, especialmente em propriedades rurais. Então, por que não utilizar isso para acolher os turistas e ainda fazê-los colocar a mão na massa? A organização de cursos e workshops de culinária fornecem uma experiência gastronômica ainda mais diversa e real ao público.

 

6 – Integrar a comunidade local com concursos de receitas

Para construir a ideia de que o turismo é patrimônio cultural de uma cidade é preciso educar a população. Realizar concursos de receitas tradicionais é uma forma de integrar as pessoas da cidade em torno da ideia, valorizar os costumes e histórias locais e produzir materiais que compilem costumes culinários.

 

Se quiser mais informações sobre turismo rural, assista à sexta edição do Cultivo Conteúdo, nosso canal no YouTube. Para saber mais como podemos te ajudar a potencializar a sua rota  turística no campo, escreva para contato@agenciacultivo.com.br ou nos contate pelas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Storytelling na agricultura familiar: por que contar histórias valoriza o seu negócio?

Todo mundo já foi impactado por alguma história. As marcas podem utilizar essa estratégia para se valorizarem e engajarem consumidores. Neste post, explicamos por que narrativas são uma boa ferramenta e como aplicá-la na prática.

Educomunicação socioambiental: como aliar mídia e educação para falar sobre o setor rural

A educomunicação socioambiental é um modo muito eficaz de educar crianças, adolescentes e adultos sobre a mídia, ao mesmo tempo em que se desenvolve consciência sobre o meio ambiente e a importância do produtor rural, além de fomentar a democracia e a participação.

Como cooperativas podem usar o espírito cooperativo na comunicação e no marketing

Baseadas na gestão democrática, na ajuda mútua, na solidariedade e na equidade, as cooperativas podem se beneficiar dessas características na comunicação e no marketing, sobretudo quando são do setor agropecuário. Como? Damos algumas dicas neste post.